quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

O Lugar de Nós Dois

Um lugar diferente, sem nenhum igual
Distinto como uma flor presa num mural.
Um local para se roubar um beijo
Meio Romeu e Julieta,
De Shakespeare ou de queijo.
Que finamente completa o então vago peito
Com jeito suave e insuspeito
Lugar pra se deleitar
Lugar para sentir
Lugar pra se amar
Lugar para coexistir
Sem ele não sei se há vida
Não sei se existem planícies floridas.

Um local tranqüilo, com paz de templo
Bucólico e perspicaz como um vento
Um lugar ingênuo e feliz
Meio “Love story”,
De Hollywood ou de Paris.
Que completamente entende a mim
Transcendendo em um campo de jasmim
Entre dois, um amor
Entre as borboletas, uma flor
Entre arroz e feijão, um laço
Entre nós, o abraço
Que me ajuda a levar toda vida
Sempre em frente, numa planície florida.

O Lugar de Nós Dois.
(Victor Castanheira Antunes)

2 comentários:

Luiza Vinhosa disse...

Lindo o poema!
Adorei o blog. Te seguindo!

Obrigada pela força em meu blog.

Beijão

Lucre $$$ com seu Blog! disse...

LEGAL TEU BLOG... TO SEGUINDO... SIGA-NOS

LUCRE COMISSÕES, DIVULGUE
GRÁTIS SEU BLOG E PARTICIPE
DE NOSSOS ENTRETENIMENTOS:

www.psdesigner.com.br/entretenimentos

OBRIGADO!
Marcos Roberto

Novo Aeon - Raul Seixas

Sociedade alternativa
Sociedade novo aeon
É um sapato em cada pé
É direito de ser ateu
Ou de ter fé
Ter prato entupido de comida
Que você mais gosta
É ser carregado, ou carregar
Gente nas costas
Direito de ter riso e de prazer
E até direito de deixar
Jesus sofrer...