domingo, 29 de março de 2009

Desabafo

Tantas coisas ao mesmo tempo, tantas dores, confusões, alegrias e poucas confissões. O peito cheio, cheio de lágrimas e gritos, um vento gelado endurece minha alma. Uma raiva me sobe toda vez que saio às ruas e vejo essa juventude perdida, se vendendo, se prostituindo por luxo, popularidade e felicidade. Tudo inventivo, tudo morto e podre. Não da pra agüentar. Revolucionários preguiçosos, reacionários carnívoros vorazes, intelectuais arrogantes, ignorantes felizes e todos alienados. Todos alienados... Sinto falta de alguém pra desabafar e encontro na loucura uma amiga boa, um confessionário necessário.

Tantas palavras me acertam todos os dias, tantas mágoas me afundam e eu não sei como nadar. Alguma mão amiga pra ajudar? Provavelmente não, estão todas ocupadas se masturbando, ou contando dinheiro que ganharam na ultima transa. Eu me pergunto cadê os alquimistas, anarquistas, comunistas, sonhadores, poetas, boêmios, hippies, beatniks, as pedras rolantes, que falaram que seriam sempre jovens pra estimular os novos jovens e deixar o mundo mais amável, mais utópico. O dinheiro matou a maioria deles, destruíram suas dignidades por um punhado de papel “verde” pra enfim ter o carro do ano, a televisão high-tech e todas as outras parafernálias digitais.

Espero que os que tenham sobrado sejam fortes e perseverantes, mas não estou de todo convencido que sejam. Porque aqueles que se dizem alternativos e revolucionários estão nessa por ser a moda da hora. Mas ainda tenho esperança, não sei por que, mas tenho, mesmo com todas dores e com a alma endurecida... Ainda tenho....

“Não sou feliz, mas não sou mudo, hoje eu canto muito mais!” (Belchior)

Desabafo
(Victor Castanheira Antunes)


ps.: ouçam Arte Final - Belchior

2 comentários:

Yza. disse...

Ainda acho meio complicado conviver em uma sociedade contrária aos meus ideais em alguns aspectos. Os que ainda salvam em meio ao caos estão ocupados tentando se sobreviver.
Não sei, to com sono ainda.

marina, disse...

Sobreviver a toda essa falta de opinião é o que nos mata a cada dia.Para muitos ,isso é "normal".Mas eu nunca gostei muito de senso comum mesmo ...Muito bom Kas.muito MESMO.

Novo Aeon - Raul Seixas

Sociedade alternativa
Sociedade novo aeon
É um sapato em cada pé
É direito de ser ateu
Ou de ter fé
Ter prato entupido de comida
Que você mais gosta
É ser carregado, ou carregar
Gente nas costas
Direito de ter riso e de prazer
E até direito de deixar
Jesus sofrer...