quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Drogas e comodismo...

Há muito me pergunto o que é o amor?!

O que é o amor pra você?
Um sentimento que vendem a toda hora nas novelas e filmes, e que você sonha em um dia viver uma história igual, cheias de peripécias e tramas de violões e mocinhos? Ou apenas um sentimento que todo mundo fala e você espera um dia sentir também?
Seja qual for sua definição de amor, a minha é:
Uma droga viciante com efeitos colaterais perigosíssimos!
Sim!
Quando você usa dele, você fica vulnerável, fica mongolóide, sente borboletas na barriga, o mundo gira e o chão some às vezes. Cocaína, LSD, Heroína são fixinhas perto do Amor.
Não existe dosagem segura para utilizá-lo. Apenas uma simples gota pode te deixar viciado. Porém, ficar viciado nessa droga algumas vezes é bom e saudável. O problema é quando as pessoas te mandam pra uma clínica de reabilitação sem nem te perguntar se é preciso. Foi, talvez, o que aconteceu comigo, me mandaram pra lá e hoje a resistência a essa droga é forte!
Continuo procurando uma dosagem forte que vença a resistência, mas tá difícil...

O amor sem reciprocidade, não é amor, é só mais uma acomodação de nossas mentes...

4 comentários:

F.M disse...

Cara 0.o Tocou lá no fundo do meu coração neim

Já sofri por essa droga n vezes
mas hj vivo bem com ela
melhor impossível =)

Carol disse...

ééé.. o amor te deixa muito vulnerável mesmo. você tem mais chances de sofrer, tem mais chances de se decepcionar, mas também tem mais chances de conseguir ser feliz.
quando o amor é saudável, verdadeiro, a vida fica muito mais bonita =)
fica tranquilo, marrom.. um dia você encontra a dosagem certa. com toda a certeza.

beijos meu poeta

.viih. disse...

"O amor sem reciprocidade, não é amor, é só mais uma acomodação de nossas mentes.."

Cara, isso é MUITO verdade!

adorei o texto, de verdade!

vou te colocar lá nos links!

beijo Kas

Rafaela disse...

goostei. concordo com a parte do vulnerável. acho que ninguém consegue criar resistência ao amor. vc conseguiu? me ensina??? preciso muito aprender! ¬¬
concordo com a parada da reciprocidade. afinal, reciprocidade é tudo, não só para o amor. ;)

beijo.

Novo Aeon - Raul Seixas

Sociedade alternativa
Sociedade novo aeon
É um sapato em cada pé
É direito de ser ateu
Ou de ter fé
Ter prato entupido de comida
Que você mais gosta
É ser carregado, ou carregar
Gente nas costas
Direito de ter riso e de prazer
E até direito de deixar
Jesus sofrer...